Wagner e EEP abrem caminhos para investimento japonês na Bahia

wagner

Depois de conhecerem o estaleiro da Kawasaki Heavy Industries (KHI) em Sakaide, o governador Jaques Wagner e dirigentes da KHI e do Estaleiro Enseada do Paraguaçu (EEP) estiveram, hoje (22/01), na matriz da empresa na cidade de Kobe, na província de Hyogo. Negócios e investimentos foram os temas abordados em reunião de Jaques Wagner com representantes da KHI. A comitiva também esteve com o governador Toshizou Ido da Província de Hyogo, que explicou ter relações com o Brasil, principalmente com Paraná e São Paulo. Para Jaques Wagner, Kobe é uma cidade portuária que tem afinidade com a Bahia, que é a maior cidade portuária tropical e espera manter relações com a província de Hyogo.

Governador visita estaleiro no Japão a convite do EEP

 O governador foi apresentado a dirigentes da KHI de diversas áreas, como plantas de produção de energia através de combustão de detritos, supervisão de projetos de setor naval, planejamento, supervisão de projetos de construções de navios-sonda, gerenciamento de marketing, entre outras. Neste cenário. Jaques Wagner explicou as condições favoráveis para investimento e oportunidades de negócios, dando grande importância à participação da KHI no Estaleiro Enseada do Paraguaçu. 

Polo 2 de julho vai gerar mais de 10 mil empregos no Recôncavo

 “O desenvolvimento da Bahia tem despertado interesse de investimentos de vários setores internacionais no Brasil, que tem democracia consolidada e estabilidade macroeconômica durante 15 anos. O grande desafio do país é renovar sua infraestrutura. A Bahia já foi uma das regiões mais pobres do Brasil, mas, com a decisão do governo federal de acelerar o processo de desenvolvimento, tem maior crescimento econômico que a média nacional.”, contou o governador baiano. 



KHI demonstra interesse de investir na Bahia

A KHI, por sua vez, apresentou a área de desenvolvimento do meio ambiente com incineração de detritos, dando como exemplo a planta de Kishiwada Kaizuka Clean Center, que foi desenhada e construída pela Kawasaki Plant Systems Ltd. Também apresentou um projeto adequado ao Brasil, assunto que despertou interesse do governador, que propôs levar para análise e tentar viabilizar.

 O governador abriu a possibilidade de fazer este intercambio para dar soluções inteligentes e sustentáveis para o desenvolvimento da indústria na região. A empresa japonesa reforçou que é de seu interesse desenvolver parcerias com companhias brasileiras para viabilizar este sistema de investimento no setor, uma vez que mais da metade das plantas no mundo foram fornecidas por empresas japonesas. 

 

Com Informações de Marcelo Gentil
Coordenador de Comunicação- EEP

Comentários