Vacinação contra gripe começa 5 de maio

Reduzir a morbimortalidade e as internações causadas pela influenza (gripe), na população a partir dos 60 anos, crianças de seis meses a menores de dois anos, gestantes, profissionais de saúde e indígenas. Este é um dos objetivos do Dia Nacional de Mobilização–Influenza, que acontece no próximo dia 5 de maio, com a vacinação prosseguindo até o dia 25 do mesmo mês.

No dia nacional funcionarão 7.500 postos, com a mobilização de 25 mil pessoas trabalhando, entre servidores e voluntários. Este ano, a Secretaria da Saúde do Estado, por meio do Programa Estadual de Imunizações, tem como meta imunizar, de forma indiscriminada, 80% ou mais da população alvo. A expectativa é que devem ser vacinados 1.398.035 idosos, 190.283 trabalhadores de saúde; 332.535 crianças menores de 2 anos, 273.510 gestantes e 25.233 indígenas. No ano passado, 250 municípios alcançaram a meta.

De acordo com Fátima Guirra, coordenadora do Programa Estadual de Imunizações, as campanhas de vacinação contra a Influenza, realizadas entre os meses de abril e maio, vêm contribuindo, ao longo dos anos, para a prevenção da gripe. Além disso, a vacinação tem apresentado um impacto indireto na diminuição das internações hospitalares, da mortalidade e dos gastos com medicação para o tratamento das infecções secundárias.
“As campanhas de vacinação do idoso foram iniciadas, pelo Ministério da Saúde, há 12 anos, e desde então, houve uma queda significativa nas hospitalizações por pneumonias e doenças bronco-pulmonares crônicas na população alvo da imunização”, explicou a coordenadora. 

Comentários