Regionalização do turismo em consulta pública

                                                               

O governo federal está disponibilizando uma Consulta Pública sobre a Reestruturação do programa de Regionalização do Turismo. Segundo a nota do Ministério do Turismo, “com a modernização da administração pública, novos processos de planejamento e gestão dos programas governamentais vão, aos poucos, se incorporando às práticas de governo do País.


Nesse sentido, como parte do processo de planejamento participativo, o Ministério do Turismo disponibiliza a nova estrutura do Programa de Regionalização do Turismo para análise e apreciação dos atores envolvidos, direta e indiretamente, no desenvolvimento das políticas de turismo do País. A presente Consulta Pública ficará disponível para sugestões durante o período de 15 dias. Para dar sua opinião, precisa acessar o formulário neste link.

Nesta versão preliminar do Programa Nacional de Estruturação de Destinos Turísticos, o Ministério afirma que os principais desafios e os ajustes necessários dizem respeito, fundamentalmente, a estratégias de implementação. Assim, transformar o conjunto de recomendações de ajustes e aprimoramentos é, na prática, promover a convergência e a articulação das ações do Ministério do Turismo nas regiões com foco na estruturação dos destinos turísticos.


Para o Ministério do Turismo, estruturação de destinos implica em identificar o nível de desenvolvimento das regiões turísticas e atuar, em parceria com as UF´s e municípios, a partir dos eixos de atuação do Programa Nacional de Estruturação de Destinos Turísticos com o objetivo de aumentar sua competitividade.

Os objetivos do Programa 

Promover o fortalecimento institucional do turismo nos estados, regiões e municípios identificadas no Mapa da Regionalização do Ministério do Turismo;

 Incentivar e apoiar o desenvolvimento de planos e posicionamento de mercado para as regiões e destinos turisticos;

 Qualificar os serviços e incrementar a produção associada nas regiões e destinos turísticos;

 Fomentar o empreendedorismo nas regiões e destinos turísticos, assim como a atração de investimentos;

 Identificar as principais necessidades de infraestrutura das regiões e destinos turísticos e articular para sua viabilização;

 Apoiar a promoção e comercialização dos produtos turísticos;

Monitorar o desenvolvimento das regiões e destinos turísticos identificadas no Mapa da Regionalização do Ministério do Turismo;

 Transferir conhecimento técnico visando o fortalecimento da gestão pública de turismo no país;

 Oferecer subsídios para orientar a atuação integrada do Ministério do Turismo;

 Identificar, premiar e disseminar as melhores práticas e iniciativas em turismo no país.

Fonte: MT

Comentários