Prodetur avança e trará benefícios para Salinas da Margarida

O setor de construção civil da Bahia acompanha, atento, os procedimentos finais da Secretaria de Turismo para o lançamento da licitação para as obras de infraestrutura previstas pelo Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) a serem realizadas em 18 municípios da Baía de Todos-os-Santos. No total, as intervenções estão orçadas em US$ 85 milhões, envolvendo também custos com programas específicos, além das intervenções físicas. O programa é financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Segundo José Alves, Secretário de Turismo, a Setur só havia feito, até o momento, a licitação para a escolha da empresa que vem fazendo o estudo de roteirização turística para a baía, prevendo o estímulo ao turismo náutico e cultural na baía, bem como a preservação ambiental. “Estamos agora em velocidade de cruzeiro”.

Obras

As obras físicas do projeto serão realizadas com base no novo roteiro e já movimentam o setor da construção. “Entrando no quarto ano de redução da atividade, qualquer pacote de obras públicas já é visto como significativo, e este realmente é relevante, o que tem feito com que as empresas já estejam se mobilizando para fazer orçamentos e propostas”, informou o presidente do Sindicato da Indústria da Construção na Bahia (Sinduscon-BA), Carlos Henrique Passos.

Os municípios a serem beneficiados são: Aratuípe, Cachoeira, Candeias, Itaparica, Jaguaripe, Madre de Deus, Maragojipe, Muniz Ferreira, Muritiba, Nazaré, Salinas da Margarida, Santo Amaro, São Félix, São Francisco do Conde, Saubara, Simões Filho e Vera Cruz, além de Salvador.




Entre as linhas gerais do projeto está a proposta de criação de um programa integrado de intervenção náutica, com a implantação de receptivos turísticos (bases náuticas e pontos de apoio ao turista) e recuperação de equipamentos existentes. Como parte da recuperação do patrimônio cultural, as intervenções visam à requalificação do entorno da Rua Chile (Rui Barbosa, D’Ajuda, Tesouro e transversais) com implantação de estacionamento na Rua do Tesouro e de Feira de Antiguidades, além da recuperação das instalações físicas do Museu Wanderley de Pinho, em Candeias.

Políticas econômicas

O projeto do Prodetur na Bahia vai além das obras físicas com outras medidas voltadas para, por exemplo, capacitação, atendimento a microempresários, inclusive artesãos, e desenvolvimento de políticas econômicas locais, a exemplo do sistema de transporte. Há ainda intervenções para a implantação de sinalização rodoviária, turística e marítima, entre outras.

Fonte: A Tarde

Comentários