Mudanças podem afetar o sistema Ferry Boat

medium_5157317774

O Governo do Estado está aguardando o parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE) para fazer a denúncia da caducidade do contrato de exploração do sistema ferry boat com a TWBA. Nesta quarta-feira (22), o vice-governador e secretário da Infraestrutura, Otto Alencar, disse que a empresa enviou documentação para a Seinfra, apresentando sua defesa e o documento está sendo analisado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE).

“O Estado cumpriu com todos os itens de sua responsabilidade, como a recuperação do dolphin (suporte de atracação) de Bom Despacho e remotorização das embarcações. Já a TWB descumpriu o contrato”, afirmou Otto Alencar.

O vice-governador explicou que, após a anulação do contrato com a TWB, o primeiro passo será a contratação emergencial de uma empresa para operar, por seis meses, a travessia Salvador a Bom Despacho, em Itaparica. Logo depois, a Seinfra vai publicar o edital de licitação para contratar uma nova concessionária para administrar o sistema ferry boat.

A TWB deixou de cumprir uma série de itens contratuais, como investimentos na infraestrutura nos terminais de passageiros, recuperação do suporte de atracação do Terminal de São Joaquim, a falta de melhoria na qualidade dos serviços, além de outras medidas operacionais, corporativas e econômico-financeiras.

Fonte: Secom.

This work is licensed under a Creative Commons Attribution By license.

Comentários