Governo oferece mais uma iniciativa de qualificação profissional para os baianos

O Ministério do Turismo formalizou, nesta quinta-feira (4), acordo de cooperação com sete estados em projetos de qualificação profissional, via Pronatec Empresa, um recorte do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

O secretário Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo, Fábio Mota, assinou os Termos de Cooperação Técnica com os secretários de turismo dos estados do Paraná, Sergipe, Bahia, Pernambuco, Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Amazonas. O encontro foi realizado duante o Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur), em Brasília.
“Com esse programa, conseguimos fazer a qualificação profissional dentro da empresa. Nosso compromisso é melhorar os serviços turísticos do Brasil e provocar a competitividade mundial”, disse o secretário Fábio Mota.
De acordo com a secretária de Turismo do Estado do Rio Grande do Sul, Abgail Pereira, o programa tem boa repercussão em sua região. A secretária se colocou a disposição para apoiar a área pedagógica do projeto. “Precisamos resgatar a importância da qualificação dos nossos profissionais e gestores do setor”, disse a secretária.
Em parceria com o Ministério da Educação (MEC), o MTur instituiu o Pronatec Turismo, que contribui para a melhoria da qualidade da prestação de serviços ofertados aos turistas. O programa é dividido em três linhas de ação: Pronatec Copa, que visa atender à necessidade por novos profissionais, qualificando pessoas interessadas em entrar para o setor; Pronatec Copa na Empresa, que busca facilitar aos empresários do setor a oferta de cursos de aperfeiçoamento profissional aos seus empregados e colaboradores; e o Pronatec Copa Social, que, em parceria com Serviço Social da Indústria (Sesi), procura oferecer oportunidade de qualificação às pessoas em situação de vulnerabilidade social, objetivando a sua inserção no mercado de trabalho do setor. As aulas são ministradas preferencialmente dentro do estabelecimento em horários mais convenientes aos empresários e empregados
Os cursos de qualificação profissional são compostos de no mínimo 160 horas presenciais e os ofertantes de vagas são o Sistema “S” (Senac, Senai, Senat e Senar), os institutos federais e estaduais de educação. A meta até a Copa do Mundo FIFA 2014 é ofertar 240 mil vagas em todo o Brasil para qualificar profissionais e pessoas interessadas em trabalhar no setor de turismo. Os cursos mais procurados são de inglês, organização de eventos, recepcionista, espanhol, agentes de viagem e de informações turísticas.

fonte:MTur.

Comentários