FIEB e EEP firmam parceria para desenvolver cadeia de P&G e naval

digasalinas

Foto: Rafael Martins (FIEB)

Os presidentes da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), José de F. Mascarenhas, e do Estaleiro Enseada do Paraguaçu (EEP), Fernando Barbosa, assinaram, nesta quinta-feira, 8 de agosto, contrato de parceria com o objetivo de fortalecer a cadeia de petróleo e gás e naval na Bahia. A assinatura ocorreu na sede da FIEB, quando também estiveram presentes o diretor de Relações Institucionais e de Sustentabilidade do EEP, Humberto Rangel, além do superintendente do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), Armando Neto.

O IEL, entidade integrante do Sistema FIEB, será responsável pela gestão do projeto, que visa o desenvolvimento de fornecedores para atender às demandas do EEP. A iniciativa faz parte de convênio firmado com o Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior (MDIC).

O primeiro passo do Projeto de Fortalecimento da Cadeia de Petróleo e Gás (P&G) e Naval será identificar com o estaleiro os itens críticos quanto ao fornecimento de materiais e serviços. Em seguida, será realizado um mapeamento dos potenciais fornecedores, o que dará embasamento para a elaboração de um plano prévio de melhorias a serem implementadas pelas empresas. O objetivo é que 30 empresas sejam inseridas no projeto de desenvolvimento, que prevê, por parte do IEL, a elaboração de consultoria individual para cada uma delas. O projeto também prevê a realização de rodadas de negócios entre os fornecedores e a empresa âncora, o EEP.

 Indústria Naval

Para o presidente José de F. Mascarenhas, a iniciativa é de grande importância para a Bahia e faz parte dos esforços da FIEB para conformação de uma indústria metal-mecânica forte no estado. Ele conclamou as empresas baianas a participarem deste processo: “Com a assinatura deste contrato é preciso agora que as empresas se candidatem e se capacitem, porque é assim que vamos conseguir consolidar uma cadeia de suprimentos na área mecânica”, destacou.

Mascarenhas também ressaltou a importância do estaleiro que traz para a Bahia uma indústria naval de ponta. “É missão da FIEB apoiar as ações que contribuam para desenvolver a indústria no estado e este é um setor novo para o qual a Bahia apresenta grande potencial”, acrescentou Mascarenhas.

 O presidente do estaleiro, Fernando Barbosa, também ressaltou a expectativa do empreendimento em relação a este contrato. “Uma das coisas mais importantes para o EEP é desenvolver sua cadeia de suprimentos, porque entendemos que o estaleiro tem que ser um montador e necessita ter ao lado dele parceiros que venham agregar produtos e serviços ao nosso trabalho”, destacou. Ele chamou a atenção ainda para a importância de ter a FIEB como parceira.

Fonte: Marcelo Gentil-Comunicação –EEP

Comentários