Estudos urbanísticos e desenvolvimento do Recôncavo em edital da Ponte

digasalinas


Foi publicado no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (3) o edital de estudos urbanísticos do projeto da ponte Salvador – Itaparica, que integra o plano de desenvolvimento da Região Metropolitana de Salvador, Recôncavo e Eixo Litorâneo Sul. Este é o quarto chamamento público lançado pelo governo da Bahia nos últimos 30 dias e, assim como no edital de estudos ambientais, empresas de todo o país podem concorrer.

A contratação visa planejar a ocupação e o desenvolvimento urbano na área diretamente impactada pelo projeto, o que inclui os subsídios para o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) dos municípios de Itaparica e Vera Cruz e a elaboração de um PDDU Intermunicipal.

Importância do estudo

De acordo com o secretário estadual do Planejamento, José Sergio Gabrielli, este estudo é fundamental, “pois dados preliminares apontam que nos próximos 30 anos, com a construção da ponte, a ilha terá entre 60 e 80 mil novas residências, o que significa que a população saltará de aproximadamente 60 mil para 360 mil pessoas”.

O secretário destaca que os estudos também contemplam soluções para diminuir o impacto urbano e do tráfego de veículos nas cidades afetadas pelo projeto, como em Salvador, Jaguaripe, Aratuípe, Nazaré, Muniz Ferreira, Santo Antônio de Jesus e Castro Alves.

O edital ainda prevê o cadastramento georreferenciado das propriedades localizadas em áreas urbanas da Ilha de Itaparica, com o intuito de fornecer informações e subsidiar futura estratégia de cobrança de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

 

Fonte: Secom/Ba.

Comentários