Carta de renúncia do Papa Bento XVI

O Papa Bento XVI renunciará ao seu Pontificado no dia 28 de fevereiro próximo. Abaixo, a carta de renúncia escrita pelo Pontífice.

“Meus queridos irmãos,

Convoquei este Consistório, não só para as três causas de canonização, mas também para comunicar uma decisão de grande importância para a vida da Igreja.
Depois de examinar a minha consciência diante de Deus várias vezes, eu tenho a certeza de que, pela idade avançada, já não tenho forças para desempenhar adequadamente o ministério petrino. Estou bem ciente de que este ministério, de natureza espiritual, deve ser realizada não só em palavras e ações, mas também e não menos sofrimento e orando.
No entanto, no mundo de hoje, sujeito a mudanças rápidas e embalado por temas de alto perfil na vida da fé, de governar o barco de São Pedro e anunciar o Evangelho, também é necessário vigor do corpo e espírito , força que, nos últimos meses, diminuiu em mim de tal forma, que eu tenho que admitir a minha incapacidade de exercer bom ministério que a mim foi confiado.
Portanto, por estar bem consciente da gravidade deste ato, em plena liberdade, eu declaro que eu renuncio ao ministério do Bispo de Roma, sucessor de São Pedro, que me foi confiado pelos cardeais em 19 de abril de 2005, de modo que em 28 de fevereiro de 2013, às 20h, a sede de Roma, a sede de São Pedro, estará vaga e será chamado, por quem é competente, o conclave para eleger um novo Papa.
Queridos irmãos, eu vos agradeço de coração por todo o amor e trabalho com que levaram comigo o peso do meu ministério, e eu peço desculpas por todos os meus defeitos.
Agora, nós confiamos a Igreja aos cuidados do Sumo Pastor, Nosso Senhor Jesus Cristo, e suplicamos a Maria, sua Mãe Santíssima, que atenda, com a sua bondade materna aos cardeais para eleger o novo Papa. No que me diz respeito, daqui pra frente, gostaria, de todo o coração, de servir a Santa Igreja de Deus com uma vida dedicada à oração. 
Vaticano, 10 de fevereiro de 2013. “

Comentários